António Monteiro

antonio-monteiro-net

(PRODUTOR DE VINHO)

Quinta do Ermízio

A quinta do Ermízio está a dois passos de Guimarães e, à boa maneira minhota, tem raízes profundas na nossa história de Portugal. É provável que a origem do nome se deva a um mordomo da corte de El-Rei D. Afonso Henriques – Dominus Ermigius – assinalado num manuscrito do século XII. De uma beleza luxuriante, estende-se desde o vale do Ave à Bouça do Saraiva, formando um anfiteatro exposto a sul e nascente.
O monumental espigueiro, a casa de habitação em granito, as antigas lojas dos animais e o tradicional eido, são testemunhos de um passado agrícola com identidade, onde 15 hectares de vinha geometricamente alinhada se impõem à paisagem. As parcelas estão organizadas por castas e as diferenças de solo e exposição dão origem a nichos ecológicos propícios à produção de excelentes uvas.

As principais castas são Alvarinho, Loureiro e Trajadura e o seu cultivo visa controlar o vigor das videiras e a maturação completa das uvas, tendo em vista a produção
de vinhos de qualidade. A vindima é manual, cuidada na selecção dos cachos e
feita parcela a parcela, para que as uvas sejam colhidas no óptimo de maturação. A vinificação é minimalista, para respeitar e valorizar o “terroir”, que desta forma imprime aos vinhos o carácter do solo e clima. E com todos estes cuidados o “vinho tem de ser bom”.

Manter um “estilo” consistente ao longo das colheitas é um desígnio de quem supervisiona todos os detalhes da produção e vive com paixão tão gratificante tarefa. Os vinhos são discretos no nariz, frescos e longos na boca, evoluindo sumptuosamente em garrafa. São feitos para beber devagar, acompanhar uma boa conversa e mostrarem o que valem à frente da imponente cozinha minhota. Por isso, fazer vinho desta forma também é arte.

Ver Vinhos

This entry was posted in . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>